Arquivo de Etiquetas: regime alimentar

A sua dieta inclui legumes?

dieta legumes

Uma dieta é um conjunto de características que determinam os hábitos alimentares de qualquer pessoa, assim como o conjunto de alimentos que fazem parte do regime alimentar.

O regime alimentar deve variar consoante a idade, o sexo e o peso de cada um, no entanto, em todas as dietas devem estar incluídos os legumes.

A maior parte dos legumes tem um alto teor de fibras, promovendo uma boa regulação do trânsito intestinal. São ainda uma excelente fonte de vitaminas, folato e de potássio entre outros minerais e, acima de tudo, são pobres em gorduras e normalmente em calorias – desde que não sejam adicionados muitos molhos ricos em gordura, especialmente quando os legumes são ingeridos em saladas. São também ricos em vários fitoquímicos que nos protegem de várias doenças cardíacas e cancerígenas.

A Dieta da Linhaça

dieta da linhaça

A dieta da linhaça tem efeitos benéficos, não só para conseguir emagrecer, mas também para o assegurar o bom funcionamento do organismo.

A linhaça, ou seja, a semente do linho, é um alimento rico em vitamina E o que contribui para a atividade das células, evitando o envelhecimento precoce e as doenças degenerativas. A fórmula que está na base desta dieta, além das sementes de linhaça, contém nutrientes como o ómega-3 e o ómega- 6, que favorecem a saúde cardiovascular. Tanto o ómega-3 como o ómea-6, redução do LDL, o mau colesterol, que causa obstruções arteriais.

Diversos estudos apontam a linhaça como protetora do coração, contribuindo também para a saúde cardiovascular em geral, e outros ainda mostram que este alimento ajuda a travar o desenvolvimento do cancro da mama.

Tudo sobre as gorduras alimentares

gorduras alimentares

As gorduras, contrariamente ao que vulgarmente se pensa, não são nocivas para o nosso organismo. Elas são, aliás, um componente essencial para o nosso corpo, desempenhando um papel importante:

  • No funcionamento das células
  • Na síntese e função das hormonas
  • Na composição de secreções e das células nervosas.

Por isso, o consumo de gorduras não deve ser eliminado ou restringido mas sim aprimorado no que diz respeito à qualidade. Para fazer uma selecção cuidada das gorduras a incluir no nosso regime alimentar diário, temos de as conhecer, a fim de sabermos diferenciar as boas daquelas que são nocivas ao organismo.

Propriedades nutricionais da Quinoa

benefícios da quinoa

A quinoa (também designada quinua) é uma planta originária da Colômbia, Peru e Chile, da qual se extrai um grão usado na alimentação que, juntamente com o milho e a batata, era a base do regime alimentar durante o Império Inca. No que se refere às propriedades nutricionais, a quinoa não contém glúten e é muito rica em proteína, zinco e ferro, tendo, por isso, uma ação cicatrizante, analgésica e anti-inflamatória.

A proteína presente na quinoa tem um alto valor biológico, contendo os 20 aminoácidos essenciais para o funcionamento do organismo. Entre eles, destacam-se a metionina e a lisina, que reforçam o sistema imunológico, a capacidade de aprendizagem e a memória, sendo por isso um alimento excelente para crianças e idosos. É ainda uma boa fonte de triptofano, aminoácido ligado à produção de serotonina no cérebro, responsável pelo humor, pela disposição e bem-estar.

A quinoa tem ainda um alto teor de fibras, que favorecem o funcionamento do intestino e prolongam a saciedade, além de ajudarem no controle dos níveis de colesterol, glicemia e triglicerídeos no sangue. É por isso que a quinoa pode ser um grande aliado para emagrecer com saúde e prevenir doenças.

Escolha os alimentos e controle as calorias

dieta saudável

O termo dieta, por definição, refere-se ao que uma pessoa come ou bebe durante o dia. Nunca devemos esquecer que a dieta ideal é aquela que contempla os nossos gostos e inclui uma ampla variedade de alimentos com calorias e nutrientes suficientes para nos assegurar uma boa saúde.

Dietas que, para promover a perda de peso, limitam as porções a uma quantidade mínima ou excluem completamente alguns alimentos, podem não ser eficientes a longo prazo. Seguindo este tipo de dieta, ficamos mais propensos a sentir falta de algumas comidas e achar difícil de seguir por muito tempo esse regime alimentar.

É útil alterar gradualmente os tipos e quantidades de alimentos que ingerimos e manter essas mudanças para o resto da vida. A quantidade e qualidade do que comemos desempenham um papel importante no nosso peso. Então, ao planear uma dieta alimentar, devemos considerar os seguintes aspetos: