Arquivo de Etiquetas: proteinas

Dieta Scarsdale

Dieta Scarsdale

Criada pelo cardiologista americano Dr. Herman Tarnower, a dieta Scarsdale permite perder peso em pouco tempo, estando indicada para pessoas adultas sem problemas de saúde e que tenham uma prática de atividade física baixa ou moderada.

Esta dieta, que fez muito sucesso na década de 70 do século XX, baseia-se num plano de 800 a 1200 calorias diárias, tendo como objectivo aumentar as proteínas e diminuir drasticamente a ingestão de açúcares e as gorduras, para que o organismo consuma as suas próprias reservas. Permite uma perda de peso rápida – nas primeiras duas semanas, pode-se perder até ½ kg por dia – e, como tal, não se deve prolongar por muito tempo.

Vantagens da dieta Scarsdale

Saiba como fazer uma alimentação saudável

alimentação saudável

O primeiro passo para fazer uma alimentação saudável começa no supermercado. Para isso, é importante ler os rótulos para conhecer as características dos alimentos.

Segue-se uma listagem com tudo o que precisa conta para seguir uma alimentação saudável e manter o peso controlado.

Calorias
As calorias são o mesmo que energia. Nos alimentos, a unidade correta a ser usada é quilocalorias (kcal) substituída comummente pela designação abreviada: calorias. Os nutrientes que fornecem energia para o corpo são três, denominados macronutrientes:
» Hidratos de carbono (4 kcal/g);
» Proteínas (4 kcal/g);
» Gorduras (9 kcal/g).

Sabia que o marisco é bom para as dietas?

marisco

Desde que ingerido com moderação, o marisco é pobre em gordura e rico em proteínas, sendo, por isso, um bom alimento para quem está a fazer dieta.

Deverá, no entanto, dar atenção a alguns aspetos relacionados com a ingestão de marisco.

  • Evite a cabeça dos crustáceos, pois são ricos em colesterol;
  • Limite a seis o número de ostras mais gordas;
  • Acompanhe o marisco sempre com legumes, já que estes contêm vitaminas e sais minerais, e, por outro lado, eliminam a fome sem trazer calorias.
  • Também não se esqueça de comer em quantidade suficiente massa (de preferência integral), batatas cozidas, arroz integral e lentilhas – estes alimentos não engordam, a não ser que sejam acompanhados por molhos muito gordos, e fornecem a sua energia de forma progressiva, para prevenir os ataques de fome. Além disso, são ricos em magnésio, permitindo lutar contra o stress e a fadiga.

Conheça a Dieta Montignac

dieta Montignac

Esta dieta, foi desenvolvida pelo médico francês Michel Montignac, a quem deve o seu nome. Montignac tornou esta dieta famosa em 1992, baseando-se na teoria de que a glucose é pouco recomendável e que deve ser evitada na alimentação.

Segundo Montignac, as dietas à base de redução de calorias são um erro, porque o corte que ocorre com este tipo de dieta é apenas temporário. Ao mesmo tempo, diz Montignac, a tendência é recuperar o peso, notando-se muitas vezes um aumento em relação ao peso inicial, originando desequilíbrios metabólicos e criando frustração.

Esta dieta permite comer de tudo com a condição de não misturar determinados alimentos que, segundo Montignac, fazem com que as gorduras se acumulem no corpo. Para o nutricionista, a gordura corporal é provocada acima de tudo pelos “maus” hábitos alimentares: é suficiente portanto adaptá-los a uma nova metodologia para se perder peso e aumentar a disposição física e intelectual.

Receita de sumo energético

sumo energético

Prepare este sumo, naturalmente energético, e sinta-se retemperado, capaz de enfrentar o dia com mais vigor e energia. Com ingredientes como maçã, mamão, banana, malte e leite de soja, é um sumo muito rico em proteínas e, por isso, também é saciante.

Ingredientes:

  • ½ maçã
  • ½ mamão
  • 1 banana
  • 1 colher (sopa) de malte solúvel
  • 100 ml de leite de soja
  • 200 ml de água
  • gelo a gosto