Arquivo de Etiquetas: nutrientes

Mitos e Verdades sobre Dietas e Alimentação

dietas e alimentação

Apesar da informação amplamente divulgada hoje em dia, os mitos sobre alimentação parecem ganhar cada vez mais peso na vida das pessoas.

A American Dietetic Association inventariou uma série de mitos que passaram a ser considerados verdade de tanto serem defendidos:

MITO 1
As frutas e verduras frescas são mais saudáveis que as congeladas ou enlatadas.
Pesquisas científicas demonstraram que os alimentos congelados e enlatados são tão nutritivos como os frescos. Um facto curioso é que o organismo absorve melhor o licopeno presente no tomate quando este é processado.

Conheça os nutrientes: Sais Minerais – Cálcio

alimentos ricos em cálcio

De todos os nutrientes, o cálcio é o mineral mais abundante no nosso organismo, sendo que 99% dele está presente nos dentes e ossos; estando o restante concentrado nos líquidos corporais e nos tecidos.

Para o bom funcionamento fisiológico, o cálcio presente no sangue e nos líquidos que envolvem as células deve ser mantido em baixa concentração. Quando a alimentação não dá a quantidade diária necessária de cálcio, o organismo encarrega-se de captar o cálcio existente nos ossos.

No entanto, esta reação defensiva do corpo revela-se perigosa e pode levar a graves acidentes, pois o esqueleto fica enfraquecido. Crianças e adolescentes que ingerem a quantia mínima de cálcio durante muito tempo podem mesmo impedir que a massa óssea atinja os níveis de referência.

Saiba tudo sobre os nutrientes

Você sabe que os nutrientes são importantes e até pode conhecer alguns deles, mas sabe quais são efetivamente as suas funções?

Ácido fólico: ajuda a reduzir o risco de doenças cardiovasculares. É uma das variantes da vitamina B.

Antocianina: antioxidante que combate danos nas células e ajuda a reduzir o colesterol.

Conheça os Nutrientes: Sais Minerais – Magnésio

magnésio

O magnésio é um nutriente que está envolvido em centenas de reações metabólicas.

O corpo de um adulto tem cerca de 25 gramas deste micronutriente, sendo cerca de 60% encontrado nos ossos, 27% nos músculos, 7% nas células e menos de 1% é encontrado fora delas.  O resultado dessa divisão é o seu envolvimento em funções como a produção de energia, síntese de DNA, RNA e proteínas, e transporte de ferro pela membrana celular.

A deficiência de magnésio é rara, já que o mineral é abundantemente encontrado nos alimentos de origem vegetal e animal. Porém, devemos ficar atentos a doenças que aumentam o risco de deficiência de magnésio – como a doença de Crohn, síndrome da má absorção, doença celíaca, doenças renais e alcoolismo crónico.

Benefícios dos alimentos vermelhos

alimentos vermelhos

As cores dos alimentos conferem-lhes propriedades nutricionais específicas. Neste artigo, vamos conhecer especificamente os alimentos vermelhos e os benefícios que estes trazem à saúde.

Ao consumirmos alimentos de cores variadas estaremos a fornecer ao organismo todos os nutrientes de que ele necessita. Por isso, é importante que as refeições sejam coloridas, de preferência com de todas as cores. Normalmente, quanto mais forte e escura é a cor do alimento, maior é a quantidade de nutrientes – um espinafre, por exemplo, contém 8 vezes mais vitamina C do que uma alface.

Os alimentos vermelhos caracterizam-se por terem muitos benefícios para a saúde, dada a sua grande qualidade nutricional. Este grupo é rico em licopeno, uma substância antioxidante que confere a cor avermelhada aos alimentos; quando absorvido pelo organismo, combate os radicais livres e retarda o envelhecimento. Os nutricionistas indicam que o consumo diário de uma quantidade pequena de alimentos vermelhos ou avermelhados garante a dose de licopeno de que o organismo necessita – essa quantidade é representada, por exemplo, por um tomate, três cerejas ou três amoras.