Arquivo de Etiquetas: metabolismo

Implicações da tiroide no metabolismo

controlo-da-tiroide

A tiroide é uma glândula localizada na parte frontal da laringe e é uma das possíveis causas do aumento de peso. No entanto, as variações de peso (quer se trate de perda ou aumento) só estão relacionadas com a tiroide quando existem disfunções da glândula.

As disfunções da tiroide afetam cinco em cada cem pessoas, podendo ser graves em termos de saúde, uma vez que condicionam o correto funcionamento do metabolismo.

Como funciona a tiroide?

Chá para Desintoxicar o Organismo

Chá para Desintoxicar o Organismo

O chá com abacaxi e hortelã é um ótimo antioxidante, acelera o metabolismo e facilita a digestão. Por isso, é um excelente aliado para nos ajudar a desintoxicar o organismo e retomar uma dieta equilibrada após uma ocasião em que tenhamos comido em excesso.

Além de desintoxicar o organismo, acelerar o metabolismo e facilitar a digestão, este chá ajuda a emagrecer, pois é feito à base de alimentos antioxidantes e reequilibrantes como o abacaxi, o kiwi e a alface. A hortelã, além das suas propriedades nutricionais, acentua o sabor do chá, tornando-o mais refrescante e saboroso. Já a cavalinha é um excelente antioxidante e ajuda a emagrecer.

Pelas propriedades nutricionais dos ingredientes que o compõem e pelo seu poder de desintoxicar o organismo, este chá é um bom aliado da saúde.

NUNCA faça exercício físico em jejum

exercício físico em jejum

Fazer exercício físico em jejum é uma prática que pode ter graves complicações em termos de saúde. No entanto, muita gente desesperada por emagrecer o faz, pensando que, desta forma, estarão a fazer um gasto mais eficaz das gorduras acumuladas. Este é um erro atroz e nada saudável, por isso, NUNCA faça exercício físico em jejum.

Quando acordamos há uma redução da reserva de energia no organismo e, muitas vezes, uma redução da glicemia sanguínea (concentração de açúcar no sangue). Por isso, fazer exercício físico em jejum pode causar hipoglicemia (redução dos níveis de açúcar no sangue) que, associada à falta de energia, não permitem que o organismo tire o máximo proveito da actividade física, podendo mesmo originar um desmaio.

Se o nosso rendimento durante o exercício for menor, o gasto calórico e o metabolismo também o serão. Sabendo nós que o metabolismo é o ritmo a que o organismo consegue queimar calorias e gorduras, convém que ele não esteja lento, pois quanto mais acelerado estiver o metabolismo, mais calorias queima.

Dicas para perder e manter o peso

Veja abaixo as dicas e bons hábitos de nutrição e saúde para perder e manter o peso que, seguidos durante a dieta e depois dela, garantem o sucesso do seu regime por muito tempo.

  • Os Hidratos de carbono devem fazer parte da alimentação
    Além de não oferecer todos os nutrientes necessários ao organismo, o regime alimentar que corta de vez os hidratos de carbono (a famosa salada com um grelhado) faz com que o metabolismo mude repentinamente. 
    Resultado
    : o organismo, acostumado com pouca comida, vai economizar energia, queimando mais lentamente as calorias. Por isso, opte sempre por um prato com os principais grupos alimentares: hidratos de carbono, proteínas e gorduras saudáveis. O segredo é não exagerar:

    1. Não coma arroz e batata na mesma refeição, por exemplo, pois os dois são hidratos de carbono;
    2. À noite procure restringir ao máximo o consumo de alimentos ricos em hidratos de carbono, uma vez que o organismo já não necessita de muita energia para gastar.

A dieta do abdómen

dieta do abdómen

A dieta do abdómen, de David Zinczenko, é uma das dietas mais simples e objetivas que há. É uma combinação perfeita de um plano nutricional e de um conjunto de exercícios físicos. No fundo, é uma proposta para uma mudança no estilo de vida de cada um.

Esta dieta consiste numa reorganização de hábitos, tanto ao nível do regime alimentar como dos hábitos diários, incluindo a prática regular de exercícios físicos. Deste modo, a dieta do abdómen defende que se ingiram seis refeições diárias, três delas mais importantes (pequeno-almoço, almoço e jantar) e as outras três consistem em pequenos lanches entre as refeições principais.

Aquando da preparação de qualquer uma das refeições principais, deve ter em conta uma lista de onze alimentos, os alimentos superpoderosos. Cada refeição principal deve incluir pelo menos dois destes alimentos e cada lanche deve ter pelo menos um deles; deve ainda variar os alimentos entre as refeições e adicionar sempre uma proteína aos lanches.