Arquivo de Etiquetas: gordura

Comer à noite engorda mais?

comer à noite

A alimentação é um dos temas mais complexos e que suscitam mais dúvidas a qualquer pessoa, quer seja para manter, diminuir ou aumentar o peso. “Comer à noite engorda mais” será mito ou realidade? A verdade é que nem é um mito muito provado nem uma realidade muito verificada.

Todas as pessoas precisam de se alimentar, pois é através da alimentação que se conseguem obter os nutrientes que nos fornecem as calorias, que mais tarde, no interior do nosso organismo, se vão transformar em energia e, assim, conseguirmos realizar todas as nossas atividades diárias.

Relativamente ao facto de se engordar mais ao comer à noite, não podemos esquecer que os alimentos têm as mesmas calorias, quer seja de manhã, à tarde ou à noite e, como tal, as calorias que ingerimos ao comer qualquer alimento, são as mesmas em qualquer hora do dia. No entanto, as nossas atividades diárias não são as mesmas em todas as horas do dia, isto é, de dia gastamos mais energia nas atividades que realizamos, logo necessitamos de ingerir mais calorias, nas refeições diurnas, começando logo pela manhã, com um bom pequeno-almoço.

Vida e Saúde: tudo sobre o Colesterol

tudo sobre o colesterol

O colesterol, que só existe no reino animal, é um elemento das células e está presente no cérebro, nos nervos, nos músculos, na pele, no fígado, nos intestinos e no coração. Trata-se de uma substância imprescindível para a nossa vida e saúde, uma vez que, a partir dele, o organismo produz substâncias importantes – como hormonas, vitaminas e ácidos – que ajudam na digestão.

No entanto, para que possamos usufruir de todos os seus benefícios, temos de manter o colesterol controlado, adotando hábitos de vida saudáveis e uma dieta equilibrada.

Para ter o colesterol em níveis normais, há quatro princípios básicos a que deve obedecer:

NUNCA faça exercício físico em jejum

exercício físico em jejum

Fazer exercício físico em jejum é uma prática que pode ter graves complicações em termos de saúde. No entanto, muita gente desesperada por emagrecer o faz, pensando que, desta forma, estarão a fazer um gasto mais eficaz das gorduras acumuladas. Este é um erro atroz e nada saudável, por isso, NUNCA faça exercício físico em jejum.

Quando acordamos há uma redução da reserva de energia no organismo e, muitas vezes, uma redução da glicemia sanguínea (concentração de açúcar no sangue). Por isso, fazer exercício físico em jejum pode causar hipoglicemia (redução dos níveis de açúcar no sangue) que, associada à falta de energia, não permitem que o organismo tire o máximo proveito da actividade física, podendo mesmo originar um desmaio.

Se o nosso rendimento durante o exercício for menor, o gasto calórico e o metabolismo também o serão. Sabendo nós que o metabolismo é o ritmo a que o organismo consegue queimar calorias e gorduras, convém que ele não esteja lento, pois quanto mais acelerado estiver o metabolismo, mais calorias queima.

Dicas para combater a celulite

combater a celulite

A celulite caracteriza-se genericamente por uma disfunção celular nos tecidos subcutâneos, no entanto são várias as causas que a podem originar ou acentuar. De entre todas elas, podemos salientar as seguintes:

Desequilíbrios alimentares
Problemas circulatórios
Fatores hereditários e/ou hormonais
Sedentarismo
Stresse
Uso de roupa muito justa

Embora sendo um problema difícil de erradicar sem um tratamento específico, há alguns cuidados que o podem ajudar a prevenir ou eliminar a celulite.

Habitue-se a ler os rótulos das embalagens

ler os rótulos

Todos os dias precisamos de consumir alimentos sólidos e líquidos para obter energia (calorias). Essa energia é usada para manter as funções vitais (respiração, batimentos cardíacos, circulação), a temperatura corporal e para que possamos fazer as nossas atividades diárias e exercícios físicos. Para manter o peso corporal é preciso equilibrar a quantidade de energia ingerida e gasta num dia e, para isso, é fundamental conhecermos as características nutricionais dos alimentos que ingerimos.

A indicação do valor energético é a primeira informação que procuramos na tabela nutricional inscrita nos rótulos, pois o que nos preocupa mais são mesmo as calorias. Normalmente, estas são expressas em quilocalorias e em quilojules. A maioria dos rótulos dos alimentos indica os dados por 100 g, o que raramente coincide com a dose que cornemos, obrigando-nos a fazer um cálculo. Por exemplo, um iogurte pesa, em média, 125 gramas, pelo que contém mais calorias ou gorduras do que as indicadas no rótulo.

  • Qual é a diferença entre as quilocalorias (kcal) e os quilojules (Kj)?
    As Kcal (quilocalorias) e os Kj (quilojules) indicam a quantidade de energia de um alimento, sendo que o Kj é a medida utilizada internacionalmente.
    1 Kcal equivale a 1000 calorias. Para transformar quilocalorias em quilojules, multiplicamos a quantidade de energia do alimento em Kcal por 4,184.