Arquivo de Etiquetas: exercício físico

A Diabetes tem cura?

A Diabetes tem cura

Está em curso um esforço combinado para descobrir a cura da diabetes tipo 1, que poderá acontecer dentro dos próximos 10 a 15 anos.

Entretanto, a atenção concentra-se em travar a doença nos casos recentemente diagnosticados. O Dr. Greg Fulcher, do Sydney’s Royal North Shore Hospital, adianta: «Estamos a tentar experimentar modular o sistema imunitário de modo que a doença não avance até à destruição final do pâncreas.»

O outro caminho é tentar recriar a capacidade do organismo para fabricar a insulina, por exemplo, fazendo um transplante do pâncreas ou das células que produzem a insulina. A investigação sobre as células estaminais traz também uma esperança de que estas células possam ser criadas em laboratório.

Dicas para emagrecer com saúde

emagrecer com saúde

A melhor forma para emagrecer e combater eficazmente a obesidade ou excesso de peso é seguir uma dieta equilibrada, de preferência acompanhada de exercício físico.

Observe os princípios básicos que se seguem para emagrecer de forma saudável, rápida e eficaz:

  1. Evite verificar constantemente o seu peso, o que só levaria a um aumento da sua ansiedade. Descontraia-se e deixe que o seu corpo e a sua roupa falem por si!  Poderá fazer um registo mensal (de preferência sempre à mesma hora e na mesma balança);
  2. Faça exercício físico diariamente, que pode ser caminhadas de cerca de 40 minutos;
  3. Beba água entre as refeições (cerca de 1.5 a 2 litros por dia). Ao fazê-lo estará a contribuir para o controle da retenção de líquidos,  que pode originar um aumento ou diminuição brusca de peso;
  4. Não beba refrigerantes (nem mesmo diet ou light) e bebidas alcoólicas. Se não conseguir excluir o seu consumo na totalidade, procure evitá-lo ao máximo;
  5. Tente comer apenas um pão por dia; batata, arroz ou massa só 4 ou 5 refeições por semana; as outras acompanhe com saladas ou legumes;
  6. Semanalmente jante 5 refeições só de sopa de legumes (sem batata e cenoura);
  7. Coma fruta sempre antes das refeições (cerca de 1 hora a 1.5), acompanhando com 1 bolacha de água e sal ou Maria
    Não deve comer bananas, uvas, figos, dióspiros, meloa, frutos secos e tropicais (à exceção da manga, kiwi, ananás e papaia);
  8. Não coma:

Exercícios físicos que ajudam a estar em forma

exercícios que ajudam a estar em forma

Há várias modalidades desportivas que ajudam a queimar calorias e a alcançar uma boa forma física. No entanto, há exercícios que se destacam nesta área e nos ajudam a estar em forma.

Veja o ranking dos melhores exercícios, escolha o seu favorito e comece hoje mesmo a caminhada rumo à boa forma física.

CORRIDA
Com uma hora de corrida queimam-se cerca de 900 calorias. Isso equivale a uma lasanha, um copo médio de coca-cola, uma porção de carne de frango e um brigadeiro.
Vantagens da corrida:

Melhora o condicionamento cardíaco.
Desvantagens da corrida:

Impacto nos joelhos e na coluna; deverá, pois, escolher uns ténis com bons amortecedores.

A dieta do abdómen

dieta do abdómen

A dieta do abdómen, de David Zinczenko, é uma das dietas mais simples e objetivas que há. É uma combinação perfeita de um plano nutricional e de um conjunto de exercícios físicos. No fundo, é uma proposta para uma mudança no estilo de vida de cada um.

Esta dieta consiste numa reorganização de hábitos, tanto ao nível do regime alimentar como dos hábitos diários, incluindo a prática regular de exercícios físicos. Deste modo, a dieta do abdómen defende que se ingiram seis refeições diárias, três delas mais importantes (pequeno-almoço, almoço e jantar) e as outras três consistem em pequenos lanches entre as refeições principais.

Aquando da preparação de qualquer uma das refeições principais, deve ter em conta uma lista de onze alimentos, os alimentos superpoderosos. Cada refeição principal deve incluir pelo menos dois destes alimentos e cada lanche deve ter pelo menos um deles; deve ainda variar os alimentos entre as refeições e adicionar sempre uma proteína aos lanches.

Dieta do Dr. Terry Shintani

Dieta do Dr. Terry Shintani

Esta dieta, também conhecida como a Dieta do Havai ou Dieta Havaiana, foi desenvolvida pelo doutor Terry Shintani – médico nutricionista, diretor da área de Medicina Preventiva no Centro de Saúde da Costa Waiànae, no Havai. Desenvolvida na década de 1990, esta dieta surgiu como resposta às tendências crescentes de obesidade, não só nas ilhas havaianas, mas também nos Estados Unidos.

Baseado na pirâmide alimentar tradicional, Terry Shintani baseia o seu plano dietético fazendo ajustes no que se refere aos tipos de alimentos ingeridos – os produtos lácteos, carne e azeite são substituídos por alimentos não lácteos e sem colesterol, ricos em cálcio, proteínas e ferro. Em termos nutricionais, o princípio da dieta é aumentar a ingestão de alimentos ricos em fibra (que tendem a manter-nos saciados, uma vez que criam grande massa no estômago) e tendem a ter poucas calorias. Como diz o Dr. Terry Shintani: “Se tem excesso de peso,  não é porque come demais. Você come demais porque come de menos (alimentos ricos em fibra)”.

Os vegetais podem dar o volume necessário para combater a fome e manter o estômago saciado, com um número mínimo de calorias. Por exemplo, 450 gramas de pepinos contêm apenas 76 calorias. Alface, aipo, repolho e courgette também são boas opções para colmatar a angústia da fome. Algumas frutas podem ter o mesmo efeito, mas escolha com cuidado. Passas, ameixas pretas e figos contêm grandes teores de frutose, açúcar das frutas que aumenta a produção de gordura no fígado, e parte disso pode terminar na sua cintura. As frutas com menor teor de açúcar incluem cerejas, ameixas, toranja, pêssegos e pêras. Prefira as frutas frescas que façam volume.