Arquivo de Etiquetas: diabetes

Diabetes, a doença e as suas implicações para a saúde

Diabetes, a doença e as suas implicações para a saúde

A diabetes é a doença com crescimento mais rápido no Mundo, com 230 milhões de pessoas já afetadas. Embora tendamos a pensar o contrário, a diabetes não é um problema dos outros, mas sim de todos nós! O risco de desenvolver diabetes durante a vida é de 33% nos homens e de 39% nas mulheres.

A diabetes é a primeira causa, a nível mundial, de doenças do coração, derrame cerebral, cegueira, afeção grave de rins e amputação dos membros inferiores…

Mas em que consiste esta doença, ao certo?
O problema da diabetes é basicamente este: excesso de açúcar (glicose) no sangue. A glicose é a nossa fonte principal de energia, que deriva dos hidratos de carbono que ingerimos e é absorvida pelas nossas células com a ajuda da hormona insulina; se o nosso organismo tiver um problema de insulina, a glicose não é absorvida. Há várias razões para isto acontecer: em algumas pessoas, o pâncreas deixa de produzir insulina, o que origina a diabetes tipo 1. Mas na maior parte das pessoas com diabetes, o corpo tem dificuldade em processar a insulina que o pâncreas produz: é a diabetes tipo 2.

A Diabetes tem cura?

A Diabetes tem cura

Está em curso um esforço combinado para descobrir a cura da diabetes tipo 1, que poderá acontecer dentro dos próximos 10 a 15 anos.

Entretanto, a atenção concentra-se em travar a doença nos casos recentemente diagnosticados. O Dr. Greg Fulcher, do Sydney’s Royal North Shore Hospital, adianta: «Estamos a tentar experimentar modular o sistema imunitário de modo que a doença não avance até à destruição final do pâncreas.»

O outro caminho é tentar recriar a capacidade do organismo para fabricar a insulina, por exemplo, fazendo um transplante do pâncreas ou das células que produzem a insulina. A investigação sobre as células estaminais traz também uma esperança de que estas células possam ser criadas em laboratório.

Dicas para o tratamento da diabetes

tratamento da diabetes

Há quem acredite que comer doces aumenta o risco de desenvolver diabetes, mas este princípio não constitui uma verdade pura no que se refere ao regime alimentar que deve ser seguido pelos diabéticos. Os doces podem ser comidos por diabéticos, sim, mas com moderação.

Além da predisposição genética para a doença, o consumo elevado de gorduras saturadas numa dieta rica em calorias são os principais fatores de risco da diabetes.

Uma investigação levada a cabo pelo Diabetes Prevention Program, nos Estados Unidos, acompanhou, durante quatro anos, cerca de 3200 pessoas com predisposição para a diabetes, tendo-as divido em três grupos:

Mitos e Verdades sobre a diabetes

Mitos e Verdades sobre a diabetes

A diabetes é uma doença que pode ter efeitos muito adversos para o organismo. No entanto, nem tudo o que se diz acerca da diabetes é Verdade, sendo muitas vezes criados mitos com base em preocupações ou porque não se entende verdadeiramente a doença.

Vejamos, então, o que é Mito ou Verdade quando se fala sobre a diabetes.

MITO:
O açúcar provoca diabetes.
Errado!
Pensa-se que a diabetes tipo 1 seja causada por factores genéticos em combinação com factores ambientais desencadeadores da doença. A diabetes tipo 2 é provocada por uma combinação de factores genéticos e de estilo de vida. As pessoas com diabetes precisam mesmo de restringir os alimentos que são fontes importantes de açúcar, mas podem ingerir açúcar em quantidades moderadas.

Aprender a viver com a diabetes

aprender a viver com a diabetes

As pessoas diabéticas que correm mais risco são as que têm o físico do tipo «maçã», pois a acumulação de gordura à volta do abdómen faz com que a insulina seja menos eficiente a controlar os níveis de glicose.

As pessoas com diabetes tipo 2 não precisam necessariamente de fazer uma dieta especial, mas se tiverem excesso de peso – o que acontece com cerca de 80% das pessoas com diabetes do tipo 2 -,  é importante que emagreçam. A maioria das pessoas sabe como é difícil seguir uma dieta para perder peso e fazer exercício físico, mas os diabéticos ignoram, muitas vezes, os riscos que correm: qualquer diabetes é grave e pode conduzir a complicações devastadoras.

O excesso de açúcar no sangue danifica os órgãos e o sistema vascular; isso significa que pessoas com diabetes estão muito mais propensas a doenças cardiovasculares e têm três vezes mais hipóteses de ter colesterol alto, hipertensão ou obesidade – cerca de 80% das pessoas com diabetes acabam por morrer de ataque cardíaco ou derrame cerebral.