Arquivo de Etiquetas: diabetes tipo 2

A Diabetes tem cura?

A Diabetes tem cura

Está em curso um esforço combinado para descobrir a cura da diabetes tipo 1, que poderá acontecer dentro dos próximos 10 a 15 anos.

Entretanto, a atenção concentra-se em travar a doença nos casos recentemente diagnosticados. O Dr. Greg Fulcher, do Sydney’s Royal North Shore Hospital, adianta: «Estamos a tentar experimentar modular o sistema imunitário de modo que a doença não avance até à destruição final do pâncreas.»

O outro caminho é tentar recriar a capacidade do organismo para fabricar a insulina, por exemplo, fazendo um transplante do pâncreas ou das células que produzem a insulina. A investigação sobre as células estaminais traz também uma esperança de que estas células possam ser criadas em laboratório.

Mitos e Verdades sobre a diabetes

Mitos e Verdades sobre a diabetes

A diabetes é uma doença que pode ter efeitos muito adversos para o organismo. No entanto, nem tudo o que se diz acerca da diabetes é Verdade, sendo muitas vezes criados mitos com base em preocupações ou porque não se entende verdadeiramente a doença.

Vejamos, então, o que é Mito ou Verdade quando se fala sobre a diabetes.

MITO:
O açúcar provoca diabetes.
Errado!
Pensa-se que a diabetes tipo 1 seja causada por factores genéticos em combinação com factores ambientais desencadeadores da doença. A diabetes tipo 2 é provocada por uma combinação de factores genéticos e de estilo de vida. As pessoas com diabetes precisam mesmo de restringir os alimentos que são fontes importantes de açúcar, mas podem ingerir açúcar em quantidades moderadas.

Aprender a viver com a diabetes

aprender a viver com a diabetes

As pessoas diabéticas que correm mais risco são as que têm o físico do tipo «maçã», pois a acumulação de gordura à volta do abdómen faz com que a insulina seja menos eficiente a controlar os níveis de glicose.

As pessoas com diabetes tipo 2 não precisam necessariamente de fazer uma dieta especial, mas se tiverem excesso de peso – o que acontece com cerca de 80% das pessoas com diabetes do tipo 2 -,  é importante que emagreçam. A maioria das pessoas sabe como é difícil seguir uma dieta para perder peso e fazer exercício físico, mas os diabéticos ignoram, muitas vezes, os riscos que correm: qualquer diabetes é grave e pode conduzir a complicações devastadoras.

O excesso de açúcar no sangue danifica os órgãos e o sistema vascular; isso significa que pessoas com diabetes estão muito mais propensas a doenças cardiovasculares e têm três vezes mais hipóteses de ter colesterol alto, hipertensão ou obesidade – cerca de 80% das pessoas com diabetes acabam por morrer de ataque cardíaco ou derrame cerebral.

Diabetes e Obesidade alastram entre os mais jovens

obesidade infantil

A diabetes alastra entre os mais jovens e a obesidade, cada vez mais comum, é um ponto de partida para a doença. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 170 milhões de pessoas em todo o mundo sofre de diabetes.

A doença pode manifestar-se de duas formas:

Diabetes tipo 1
Mais comum na idade infantil e na adolescência, está ligada a uma autoimunização do organismo às células beta do pâncreas, sendo o próprio corpo que começa a destruir essas células e, como tal, a insulina deixa de existir.

Diabetes tipo 2
O organismo produz, mas tem dificuldade em processar a insulina.

Cereais Integrais previnem Diabetes tipo 2

cereais integrais

A diabetes caracteriza-se pelo aumento irregular do nível de açúcar (glicose) no sangue. Os tipos mais comuns da doença são a diabetes tipo 1 e tipo 2. Os diabéticos do tipo 1 não conseguem assegurar a produção de insulina, sendo que a doença se desenvolve devido a uma reação autoimune.

No entanto, a diabetes tipo 2, que se tem vindo a tornar uma epidemia à escala mundial, tem como causas uma má alimentação e a obesidade. Mas esta variante da doença pode ser prevenida com uma dieta que contemple o consumo regular de cereais integrais.

Os grãos dos cereais têm fibras e magnésio, ajudando a controlar a glicemia de diabéticos tipo 2. A inclusão deste alimento no regime alimentar, permite ainda uma redução da quantidade de medicamentos necessários ao tratamento da diabetes.