Arquivo de Etiquetas: cereais

O que comer no café da manhã

O que comer no café da manhã

O café da manhã deve contribuir com pelo menos 15% do valor calórico total do dia. Mas, se é tão importante que se tome esta refeição, a sua composição também deve ser pensada. Saiba o que não deve faltar ao pequeno-almoço:

  • leite ou derivados – iogurte, requeijão, queijo;
  • pão ou outros farináceos que forneçam amido – tostas, cereais, flocos de aveia ou bolachas integrais, de água e sal, tipo Maria ou Torrada;
  • fruta ou suco natural de fruta, sem açúcar.

Propriedades nutricionais da Quinoa

benefícios da quinoa

A quinoa (também designada quinua) é uma planta originária da Colômbia, Peru e Chile, da qual se extrai um grão usado na alimentação que, juntamente com o milho e a batata, era a base do regime alimentar durante o Império Inca. No que se refere às propriedades nutricionais, a quinoa não contém glúten e é muito rica em proteína, zinco e ferro, tendo, por isso, uma ação cicatrizante, analgésica e anti-inflamatória.

A proteína presente na quinoa tem um alto valor biológico, contendo os 20 aminoácidos essenciais para o funcionamento do organismo. Entre eles, destacam-se a metionina e a lisina, que reforçam o sistema imunológico, a capacidade de aprendizagem e a memória, sendo por isso um alimento excelente para crianças e idosos. É ainda uma boa fonte de triptofano, aminoácido ligado à produção de serotonina no cérebro, responsável pelo humor, pela disposição e bem-estar.

A quinoa tem ainda um alto teor de fibras, que favorecem o funcionamento do intestino e prolongam a saciedade, além de ajudarem no controle dos níveis de colesterol, glicemia e triglicerídeos no sangue. É por isso que a quinoa pode ser um grande aliado para emagrecer com saúde e prevenir doenças.

Princípios e benefícios da Dieta Mediterrânea

dieta mediterrânica

Nas últimas décadas do séc. XX, começou-se a constatar que a população mediterrânica tinha padrões de saúde mais elevados que a de outros países, padrões esses que se relacionavam, em grande medida, com a sua alimentação…

Os hábitos alimentares tendem a modificar-se com o evoluir das sociedades, dissipando-se, grande parte das vezes, a preocupação em ingerir produtos variados e naturais. A dieta mediterrânea, por seu lado, contempla e privilegia  as substâncias protetoras presentes nos frutos e vegetais  – como as vitaminas, os minerais e as fibras – que ajudam a manter a saúde e a proteger de doenças.

Presume-se que o regime alimentar da dieta mediterrânea, o mais saudável do mundo segundo os especialistas, terá as suas origens na gastronomia grega. Foi mesmo elaborado um estudo, publicado na revista New England Journal of Medicine, no qual se analisou a dieta alimentar de 22 mil adultos gregos,  tendo-se demonstrado que a maior longevidade está associada às pessoas que seguem esta dieta, rica em vegetais, legumes, frutas, frutos secos, cereais, peixe e azeite.