Alimentação saudável e amiga do ambiente

alimentação saudável

Nem sempre é fácil mudar as nossas rotinas e adoptarmos medidas para uma alimentação saudável que implicam, muitas vezes, uma reeducação da nossa parte. No entanto, há gestos que não são difíceis de concretizar e poderão beneficiar em muito a saúde do nosso organismo e do planeta…

Formas de preservar a sua saúde e contribuir para a preservação do ambiente:

  • Escolha fruta madura e vegetais expostos ao sol
    Eles geram menos agentes poluentes do que os produtos produzidos em estufas. Procure consumir fruta e outros produtos ssazonais e, se possível, produzidos na sua região.

Alimentação Saudável ajuda a prevenir a hipertensão

prevenir a hipertensão

A hipertensão arterial, confirmada como um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares, está associada a doenças como o acidente vascular cerebral, a angina de peito, o enfarte do miocárdio, a insuficiência cardíaca e a insuficiência renal.

“Todos os adultos devem medir a sua tensão arterial uma ou duas vezes por ano. Aqueles que registam valores elevados (acima de 140 para a máxima e 90 para a mínima) devem repetir as medições uma ou duas vezes por mês e, se os valores se mantiverem, devem consultar o seu médico. É importante que as pessoas fiquem a saber que a tensão alta não se manifesta através de sintomas concretos, só através da medição é que se sabe que ela está alta”, refere Paula Alcântara, secretária-geral da Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH).

Ao circular nas artérias, o sangue exerce pressão nas paredes destas, e “quando essa pressão ultrapassa determinados limites (140/90 mmHg) chama-se hipertensão”, explica a responsável da SPH, salientando que “existem múltiplos fatores que podem desencadear a doença. Os fatores genéticos e o envelhecimento não são controláveis, mas existem também fatores ambientais que contribuem para o desencadear da doença, tais como a ingestão excessiva de sal, o excesso de peso e o sedentarismo, que podemos controlar, mudando os nossos hábitos de vida”. Uma alimentação saudável é, pois, fundamental para evitar situações de risco…

Comer à noite engorda mais?

comer à noite

A alimentação é um dos temas mais complexos e que suscitam mais dúvidas a qualquer pessoa, quer seja para manter, diminuir ou aumentar o peso. “Comer à noite engorda mais” será mito ou realidade? A verdade é que nem é um mito muito provado nem uma realidade muito verificada.

Todas as pessoas precisam de se alimentar, pois é através da alimentação que se conseguem obter os nutrientes que nos fornecem as calorias, que mais tarde, no interior do nosso organismo, se vão transformar em energia e, assim, conseguirmos realizar todas as nossas atividades diárias.

Relativamente ao facto de se engordar mais ao comer à noite, não podemos esquecer que os alimentos têm as mesmas calorias, quer seja de manhã, à tarde ou à noite e, como tal, as calorias que ingerimos ao comer qualquer alimento, são as mesmas em qualquer hora do dia. No entanto, as nossas atividades diárias não são as mesmas em todas as horas do dia, isto é, de dia gastamos mais energia nas atividades que realizamos, logo necessitamos de ingerir mais calorias, nas refeições diurnas, começando logo pela manhã, com um bom pequeno-almoço.

Importância dos hidratos de carbono na alimentação

hidratos de carbono

Os hidratos de carbono dividem-se em duas categorias:

  • Simples (como o açúcar e o mel);
  • Complexos (pão, biscoitos, cereais, massas, arroz, grãos, vegetais e frutas).
    Ao contrário do que muitas vezes se pensa, estes últimos devem prevalecer na dieta de quem pretende emagrecer.

Os hidratos de carbono simples têm um teor maior de glicose do que os complexos e são digeridos mais rapidamente. Como resultado, sente-se fome pouco depois de comer.

Já os nutrientes considerados complexos têm digestão mais lenta, mantendo uma saciedade prolongada. Na versão integral, estes alimentos são ainda mais indicados na luta contra a balança, pois as fibras contribuem para que se demore a sentir apetite novamente.

Receita de Gambas em Leite de Pepino

Gambas em Leite de Pepino

As gambas são um marisco com um sabor muito próprio, que normalmente agrada ao paladar. Embora não sejam muito nutritivas, são uma boa fonte de sais minerais, vitaminas e proteínas. São uma boa opção para quem pretende fazer uma alimentação equilibrada e saudável, com a vantagem de poderem ser usadas em diversos pratos culinários.

Veja como preparar esta receita requintada e saudável, à base de gambas e pepino.