Dicas de Nutrição para uma Páscoa Saudável

Páscoa saudável

A Páscoa é por excelência um período em que abundam os doces, sobretudo o chocolate e grandes quantidades açúcar. É, por isso, uma época difícil para quem está de dieta ou não quer engordar. No entanto, poderá festejar a Páscoa com os seus familiares, de forma saudável e sem ganhar muito peso. Basta seguir algumas dicas de nutrição básicas…

DICAS SAUDÁVEIS DE NUTRIÇÃO PARA A PÁSCOA:

Nesta Páscoa coma peixe

O bacalhau é um alimento muito consumido na Páscoa. Além de saboroso, é um peixe fácil de digerir, rico em nutrientes como minerais (ferro, fósforo e magnésio), vitaminas (A, D, E e niacina), tendo ainda um baixo teor de colesterol e gordura. O bacalhau é também uma boa fonte de ácidos gordos polinsaturados, ómega 3, que favorecem o desenvolvimento do sistema imunológico, contribui para a redução dos níveis de colesterol e triglicerídeos, ajudando também na redução das doenças cardiovasculares.
Mas, tenha atenção, se for uma pessoa hipertensa ou propensa a ter a tensão arterial alta, deverá ter cuidado com a quantidade de bacalhau que consome, uma vez que é um alimento rico em sal.

 

Leia sempre a informação nutricional nos rótulos das embalagens

Os doces fazem parte desta quadra e o ovo de Páscoa é comummente apreciado. No entanto, há que ter em conta que este doce contém um grande teor de gorduras e açúcares, devendo, por isso, ser consumido em pequenas quantidades. Se não der atenção aos valores nutricionais, ultrapassará facilmente a DDR (dose diária recomendada) desses nutrientes. Por isso, leia sempre a informação nutricional nos rótulos!

 

Chocolates saudáveis para a Páscoa

O chocolate é um alimento muito nutritivo. É uma boa fonte de magnésio, manganês, potássio, ferro, cobre e vitaminas B e E. Estes benefícios encontram-se no cacau e no chocolate preto. Por isso, quando comer chocolate, deverá preferir o preto, pois tem ainda antioxidantes – flavonóides, epicatequina e ácido gálico – que previnem o aparecimento de rugas, ajudam a proteger os vasos sanguíneos, prevenir cancro e diminuir o risco de doenças cardíacas.
Se não gostar do sabor do chocolate preto, pode sempre comer o chocolate meio amargo, uma vez que oferece praticamente os mesmos benefícios. Mas, deverá moderar o seu consumo!
São também boas opções os ovos sem açúcar, para diabéticos, e chocolates para os intolerantes ao glúten e à lactose, feitos a partir de chocolate de soja e da alfarroba.
Uma boa alternativa para as pessoas intolerantes à lactose e/ou celíacos é exatamente o chocolate de alfarroba. Este fruto encontra-se numa vagem que, depois de torrada e moída, resulta numa farinha usada como substituta do cacau, tendo um sabor idêntico ao do chocolate preto. A alfarroba tem a vantagem de ser pouco calórica, conter apenas 0,7% de gordura, além de ser rica em fibras e não conter cafeína. O chocolate de alfarroba pode ser encontrado em barra, em pó, bombons e ovos de Páscoa.

 

Não se deixe iludir com os alimentos diet

Os alimentos diet não possuem açúcares, mas para compensar a sua falta, é acrescentada uma maior quantidade de gordura. Por isso, estes chocolates são mais calóricos do que o chocolate de leite tradicional.

Seguindo estas quatro dicas de nutrição simples que lhe deixamos, poderá saborear os prazeres da Páscoa de forma saudável, sem pôr em causa a sua dieta.

TAMBÉM PODERÁ GOSTAR DE LER:

Propriedades nutricionais dos tremoços
Durma bem e faça uma alimentação saudável
Receita de sumo para a insónia
A sua dieta inclui legumes?


Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>