Bem-estar

Aprender a viver com a diabetes

aprender a viver com a diabetes

As pessoas diabéticas que correm mais risco são as que têm o físico do tipo «maçã», pois a acumulação de gordura à volta do abdómen faz com que a insulina seja menos eficiente a controlar os níveis de glicose.

As pessoas com diabetes tipo 2 não precisam necessariamente de fazer uma dieta especial, mas se tiverem excesso de peso – o que acontece com cerca de 80% das pessoas com diabetes do tipo 2 -,  é importante que emagreçam. A maioria das pessoas sabe como é difícil seguir uma dieta para perder peso e fazer exercício físico, mas os diabéticos ignoram, muitas vezes, os riscos que correm: qualquer diabetes é grave e pode conduzir a complicações devastadoras.

O excesso de açúcar no sangue danifica os órgãos e o sistema vascular; isso significa que pessoas com diabetes estão muito mais propensas a doenças cardiovasculares e têm três vezes mais hipóteses de ter colesterol alto, hipertensão ou obesidade – cerca de 80% das pessoas com diabetes acabam por morrer de ataque cardíaco ou derrame cerebral.

Receita de sumo energético

sumo energético

Prepare este sumo, naturalmente energético, e sinta-se retemperado, capaz de enfrentar o dia com mais vigor e energia. Com ingredientes como maçã, mamão, banana, malte e leite de soja, é um sumo muito rico em proteínas e, por isso, também é saciante.

Ingredientes:

  • ½ maçã
  • ½ mamão
  • 1 banana
  • 1 colher (sopa) de malte solúvel
  • 100 ml de leite de soja
  • 200 ml de água
  • gelo a gosto

Conheça os Nutrientes: Sais Minerais – Magnésio

magnésio

O magnésio é um nutriente que está envolvido em centenas de reações metabólicas.

O corpo de um adulto tem cerca de 25 gramas deste micronutriente, sendo cerca de 60% encontrado nos ossos, 27% nos músculos, 7% nas células e menos de 1% é encontrado fora delas.  O resultado dessa divisão é o seu envolvimento em funções como a produção de energia, síntese de DNA, RNA e proteínas, e transporte de ferro pela membrana celular.

A deficiência de magnésio é rara, já que o mineral é abundantemente encontrado nos alimentos de origem vegetal e animal. Porém, devemos ficar atentos a doenças que aumentam o risco de deficiência de magnésio – como a doença de Crohn, síndrome da má absorção, doença celíaca, doenças renais e alcoolismo crónico.

Dicas para ingerir menos calorias

ingerir menos caloriadicas para s

As calorias são indispensáveis ao funcionamento do nosso organismo por um conjunto de razões, entre as quais se podem referir a manutenção da temperatura corporal ou até o auxílio no movimento dos olhos para ler estas palavras. Ao ler num rótulo que um alimento tem determinado número de calorias, isso significa a quantidade de energia que esse alimento fornece ao organismo.

Quando consumimos calorias em excesso, a energia fornecida é acumulada no organismo, transformando o excesso de calorias em gordura, que é acumulada nos tecidos adiposos e, com o tempo, aparecem as indesejáveis saliências na barriga (comummente conhecidas como «pneus»).

Perder os quilos a mais não é fácil, muitas pessoas optam por fazer dietas extremas, exercícios completos, que inicialmente até apresentam resultados positivos, mas rapidamente voltam os quilos perdidos (quando não mais!). Para emagrecer é preciso ingerir a quantidade certa de calorias, isto é, consumir um pouco menos de calorias do que aquelas que gastamos. Quando atingimos um ponto em que desejamos simplesmente manter o peso, só teremos de ingerir a quantidade de calorias equivalente às que são gastas, mas nunca mais…

Importância das Proteínas para o Organismo

Inclua mais peixe e legumes na sua alimentação.

As proteínas são estruturas químicas que contêm carbono, hidrogénio, oxigénio e nitrogénio na sua composição. A mistura de todos estes ingredientes, garante o sucesso das atividades que elas desempenham no organismo. O colágeno e a queratina, responsáveis pela composição dos cabelos e das unhas, são exemplos de proteínas naturalmente presentes no nosso corpo.

As proteínas alimentares estão presentes em três grupos da pirâmide alimentar: leite e derivados, carnes e ovos, leguminosas. Somando todos eles, as proteínas devem acumular entre 15 a 20% das calorias totais do regime alimentar diário.

As proteínas obtidas através dos alimentos desempenham diversas funções no organismo: