Melão ajuda a controlar o stresse

comer melão

Hoje em dia, o tempo disponível é muito limitado para todas as tarefas que temos em mãos – o emprego é cada vez mais exigente e quando chegamos a casa ainda temos as tarefas domésticas, assim como a família, à espera de algum tempo disponível. Toda esta faina do quotidiano nos causa cansaço, fadiga e, claro, irritabilidade com tudo e com todos. Estes sintomas, associados a dores de cabeça e à má disposição são alguns dos sinais de que estamos a entrar em campos de stresse bastante elevados e prejudiciais, tanto para as nossas relações profissionais, como para as nossas relações pessoais.

A melhor forma de vencermos um combate é enfrentá-lo, assim também acontece com o stresse, que deve ser enfrentado e combatido. Podemos e devemos começar a fazê-lo pela forma mais simples e mais prática que temos, através da alimentação.

A alimentação deve ser saudável, equilibrada e variada, em todas as refeições; no entanto, quando estamos nalguma situação de desequilíbrio, devemos dar prioridade a alguns dos alimentos que ajudam a restabelecer esse equilíbrio. A ingestão de algum tipo de frutas é uma das melhores formas de combater o stresse, devido às suas propriedades nutricionais, em especial o melão, refere um estudo francês.

Conheça os nutrientes: Sais Minerais – Iodo

o iodo na alimentação

O iodo é um componente fundamental das hormonas da tiroide e, por isso, é essencial para o bom funcionamento da tiroide, sendo que as hormonas tiroidianas regulam diversos processos fisiológicos, como o crescimento e desenvolvimento, metabolismo e função reprodutiva.

A falta de iodo pode levar a danos cerebrais, principalmente em crianças cujas mães não ingeriram a quantidade adequada do micronutriente durante a gravidez. Outro efeito da deficiência de iodo é o desenvolvimento do bócio, ou seja, o aumento da glândula da tiroide.

Além do sal usado na preparação das refeições e dos alimentos industrializados que contam com ele no modo de preparação, as principais fontes de iodo são os peixes de água salgada e frutos do mar, como bacalhau, sardinha, moluscos, ostras e camarão. O leite e seus derivados também contêm quantidade importante de iodo.

Sabia que a maçã ajuda a reduzir a ingestão de calorias?

maçã ajuda a reduzir a ingestão de calorias

É sobejamente conhecida a importância de ingerir fruta, como as maçãs, antes das refeições e não depois.
Este é, aliás, uma das indicações dadas pelos médicos para quem está a seguir um regime de controle de calorias – o indicado será comer uma peça de fruta, acompanhada de uma bolacha (Maria ou água e sal) cerca de 1 hora antes de cada refeição.

Um estudo norte-americano veio ainda demonstrar que a ingestão de uma maçã antes das refeições poderá contribuir para que reduzamos a ingestão de calorias – até 200 calorias a menos, segundo dados da investigação.

Este estudo foi publicado no jornal US Today e, no decorrer da investigação, os voluntários foram divididos em quatro grupos: um deles recebeu maçã descascada, outro um sumo da fruta, o terceiro ingeriu molho de maçã e ao quarto grupo não foi dado qualquer alimento.
Os resultados mostraram que o grupo que comeu a maçã descascada cerca de 15 minutos antes da refeição, ingeriu, em média, 187 calorias a menos.

Especiarias: canela, gengibre, noz-moscada

especiarias

As especiarias dão um sabor exótico aos pratos, trazendo um novo prazer à mesa e, como são muito aromáticas, perfumam a casa quando se está a preparar a refeição e até mesmo à mesa. Além disso, são poderosas aliadas na preservação da saúde.

Conheça as características e possíveis utilizações de algumas das especiarias mais comuns – a canela, o gengibre e a noz-moscada.

Canela

Benefícios das fibras numa dieta de emagrecimento

benefícios das fibras

As fibras alimentares são nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo e podem-se encontrar nas frutas, verduras, legumes e grãos integrais. Na categoria das fibras alimentares, podemos incluir todas as partes dos vegetais que as enzimas do sistema digestivo não conseguem digerir.

As fibras alimentares são divididas em duas categorias as fibras solúveis e fibras insolúveis.

  • Fibras solúveis
    São as que se dissolvem na água, ajudam na diminuição do colesterol e da glicose no sangue e podem encontrar-se nos cereais como cevada, aveia, frutas como a maça, laranja, clementina, tangerina, e nas leguminosas como ervilha e feijão.
  • Fibras insolúveis
    Percorrem todo o sistema digestivo, promovendo o aumento das fezes, e são benéficas para quem sofre da obstipação, podem-se encontrar em alimentos como farinhas integrais, farelos integrais, linhaça, nozes, banana e na maioria vegetais.